domingo, 27 de maio de 2012

Casa do Distrito de Leiria em Lisboa

Em dois passados verbetes já aqui lembrei esta importante associação de leirienses residentes em Lisboa, cujas instalações foram no 2º andar do nº 18 da R. Nova da Trindade, neste simpático edifício onde ainda se encontra a Academia de Amadores de Música



mesmo ao lado da Cervejaria Trindade


Boa vizinhança!...
Com tantos e bons leirienses a residirem em Lisboa, bem se podia reinventar essa Casa que em 1953 cessou a sua actividade. O regionalismo fica bem à globalização!...

sexta-feira, 25 de maio de 2012

DESFILE ETNOGRÁFICO "CIDADE DE LEIRIA"

Que pena tenho em não ter estado lá p'ra ver, ao vivo e a cores...

 
Obrigada, Alfredo.
(Tem uma 2ª parte, no YouTube)


sábado, 19 de maio de 2012

Museu MOINHO DO PAPEL



"... a primeira fábrica de papel conhecida em território nacional e provavelmente em todo o território Ibérico"... (daqui)

quarta-feira, 16 de maio de 2012

JOSÉ PEDRO ZÚQUETE


Um leiriense politólogo, Professor e Investigador, com nome em dois livros, que eu recomendaria, se fosse pessoa de dar conselhos... mas, mesmo assim, aqui fica a dica para quem ainda não deu por eles

domingo, 13 de maio de 2012

JOSÉ ZÚQUETE


Natural de Leiria, onde nasceu em 25.03.1941, José Júlio Silveira Zúquete apresentou-se ao público na Praça da Nazaré em 09.11.1975; em 01.05.1977, na Praça de Vila Franca de Xira, tomou a alternativa, tendo sido seu padrinho Alfredo Conde (foto acima)

quinta-feira, 10 de maio de 2012

ORQUESTRA POUSENSE



Se a memória não o atraiçoa, a Orquestra, que integrou desde a sua formação, tinha a seguinte constituição: Trompete- Joaquim Lopes; Saxofone- Herculano Cordeiro; Trombone- Joaquim Bernardes; Bateria- Zé Joaquim; Bandola- Toió; Acordeon- Adriano Viola; Violino e Voz- Daniel F. Pereira, que conta 94 frescas primaveras e que também integrou, durante anos, a Filarmónica dos Pousos. 
Grande som, devia ser o desta Orquestra, constituída por amadores, já que todos os elementos tinham outra profissão que não a de músicos, orquestra que abrilhantou as mais diversas festas nos mais diferentes lugares... após um dia de trabalho árduo, era vê-los e ouvi-los até às tantas da madrugada! "Os Vermelhos", como chegaram a ser conhecidos, apenas e tão só porque fazia parte do traje, que usavam para determinadas actuações, uma camisa vermelha de cetim, como poderá tentar imaginar-se a partir da 1ª das fotografias acima. 
Cada vez mais me convenço que a genética explica muita coisa!... Ou mesmo quase tudo...

domingo, 6 de maio de 2012

"MINHA MÃE"

video

Um fado e flores para todas as mães do mundo.

A voz é de Mª Alice, a letra de Armando Neves e a música de Júlio Proença.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

FERNANDO LOPES


Um dos nomes de referência do Cinema Novo português, realizador, entre outros, dos filmes "Belarmino" (1964), "Uma abelha na chuva" (1972), "Crónica dos bons malandros" (1983) e "O Delfim" (2002), morreu hoje aos 76 anos. 
Um notável cineasta, natural do distrito de Leiria.