segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

"Namorados"

 
I.P.
 
Uma crónica, de Acácio de Paiva, acerca de algumas das "sombras que envolvem o nascimento de 1921" -  as finanças, a economia e a "traficância". Essas mesmas sombras que envolvem igualmente o nascimento de 2013, prometendo ensombrá-lo...
Mas, como bem lembra Acácio de Paiva, nem só sombras se anunciam... haverá sempre "um clarão de luz" - a "Arte que brilha como estrela de primeira grandeza", a alumiar o Caminho... E, como me parece que o melhor dos caminhos é sempre o do Amor, mantenho a escolha do poeta, este soneto de Virgínia Vitorino, que já aqui lembrei.
 
Namorem muito e tenham um
SOBERBO 2013!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

LABORINHO LÚCIO



Exp. 31.12.2009

"Na apresentação de um relatório do Sistema Nacional de Integridade (SNI) sobre corrupção em Portugal, Laborinho Lúcio referiu nesta segunda-feira que “é necessário que a Assembleia da República compreenda que é aí que é preciso um pacto”. Para aplicar essa estratégia avançou a possibilidade de ser criado um órgão, indicando que as organizações que já existem podem ser aproveitadas para esta nova entidade. 

Aos partidos, acrescentou, cabe serem “exigentes na qualidade dos seus elementos” para prevenir “a montante” os casos de corrupção com eleitos, em vez de se estar a agir “a jusante, punindo as más escolhas”. “A credibilidade da classe política está aí, na escolha”, argumentou.
... ... ..."

Abrir parêntesis
"A credibilidade da classe política está na escolha"
Sem dúvida!... Abstencionistas: 41,93% 
Fechar parêntesis

Natural da Nazaré, onde nasceu a 1 de Dezembro de 1941, o Juiz Conselheiro Laborinho Lúcio não é apenas Brilhante de nome... É mais um dos notáveis da nossa região que aqui lembro, não tanto pela sua brilhante carreira, mas pelo facto que dele mais me aproxima - as memórias da "minha" praia de infância e juventude onde, durante algumas épocas, habitei muito pertíssimo da Farmácia Laborinho.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Pinhões


I.P.

O pinhão é/era um fruto tradicional da região de Leiria; em Ansião, continua a realizar-se a Feira dos Pinhões; porém, aqui por Leiria, já vai sendo difícil encontrar os deliciosos bolos de pinhão e as fiadas de pinhões que, quando era miúda, se vendiam regularmente na praça e que eu adorava pôr ao pescoço e ir comendo até ficar apenas o fio... 
Reza a tradição que, marido ou namorado que ofereça à sua amada uma fiada de pinhões, tem a sua atenção garantida durante o ano... Ora, bem se vê no que tem dado a falta dessas fiadas de pinhões...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

"Gente da Nazaré"

video

A outra Nazaré, a da "Gente da Nazaré"; este é um original de Júlio Barros de Oliveira  e de Júlio Proença, a que Manuel Dias dá voz, acompanhado por Marcírio Ferreira e António Proença.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O Grande Vencedor


Plat.

Sem subsídios nem apoios oficiais (o que é isso?!...) rumaram a Lisboa, nessa noite do ano da graça de 68 do século passado, os Ranchos Folclóricos representantes de 11 províncias de Portugal que, no Pavilhão de Desportos de Lisboa, com lotação esgotada, actuaram e disputaram lugar cimeiro na grande finalíssima do VI Festival do Folclore Nacional. A Beira Alta fez-se representar pelo Rancho da Região de Leiria, que foi o grande vencedor do Festival, pela "genuinidade dos números apresentados" e " a autenticidade dos seus cantos e das suas danças". Na foto, para além dos elementos que integram o rancho, pode ver-se a mulher do Dr. Ruy Acácio, Mª Adelina da Silveira, que foi professora de Canto Coral no Liceu, como ainda algumas recordarão.
Este Rancho, a que já aqui anteriormente me referi, que foi fundado em 1963 e que teve, como principal mentor, o médico Ruy Acácio da Luz (cujo consultório, no Terreiro, era onde hoje funciona o bar "Os Filipes"), um homem de "espírito dinâmico, apaixonado e empreendedor", como muito bem dele disse o Dr. Moura Ramos ao referir-se-lhe enquanto presidente da Comissão Regional de Turismo de Leiria, este rancho, dizia, continua em actividade e tem nova sede - aqui.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

MADRUGADA


Madrugada, uma canção de José Luís Tinoco (Leiria, 1932) que representou Portugal no Festival da Eurovisão, em 1975, interpretada por Duarte Mendes

Dos que morreram sem saber porquê
Dos que teimaram em silêncio e frio
Da força nascida do medo
Da raiva à solta manhã cedo
Fazem-se as margens do meu rio.
...
(daqui)

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

BEIRA-RIO

Partindo da Rotunda do Sinaleiro, como sempre lhe chamarei,


tomando a ponte em direcção ao Hospital da Misericórdia



aparece-nos, do lado direito, o edifício onde funciona a Junta de Freguesia de Leiria


e, contínuo a este, o edifício que foi a Pensão Beira Rio, um Projecto E. Korrodi - A. Romão, em estado de grande ruína :-(




Recuando uns passos, mesmo junto ao prédio da Junta, 

existe uma escada com este belo recanto em fundo

  
Descendo, vamos dar ao troço da zona ribeirinha mais recentemente recuperada (e bem, digo eu), um local que, com tempo ameno, convida àquele passeio higiénico que todos bem precisamos fazer diariamente, para bem do corpo e da alma ... :-)











quinta-feira, 27 de setembro de 2012