sábado, 31 de dezembro de 2011

2012年新年快樂




農曆新年 23.01.2012


健康,幸福,幸運,財富和社會地位高

FELIZ 2012 


sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

A FONTE DO FREIRE





Na R. José Estêvão, na Cidade Antiga, a Fonte do Frei, do Freire ou, como dizemos nós simplesmente, a Fonte Freire, de "cara lavada"...

Fonte Freire - Aguarela -1975- César Abbott

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A ubi qu idade





daqui, poderia ver-me à janela do sotão, noutros Natais...
Ah, se fôssemos deuses!

BOM ANO!

sábado, 24 de dezembro de 2011

NATAL


Ilust.

Com este texto, de Samuel Maia, alusivo à data que hoje se comemora, a todos endereço os meus sinceros votos de

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Para ver por dentro...






Quadrinha:

"ESTA CASA É PEQUENINA
CHEGA PARA MIM E PARA OS MEUS
E TEM DENTRO A ILUMINÁ-LA
A GRAÇA QUE VEM DE DEUS"

Pois!...

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Atenção!






Circule sempre encostada/o à outra parede, não vá desprender-se algo e cair-lhe em cima...

sábado, 17 de dezembro de 2011

"Em terra de cegos...


... quem tem olho é rei"

mas também pode ser 

"Em terra de rei quem tem olho não é vassalo"

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

CHITA é Cultura


Este recorte de um D.L. de 1935 atesta a relevância que, então tinha, este tecido bem português, com um toque e cair muito agradáveis, bonitos padrões e acessível a toda a gente, pelo seu preço; o tradicional vestido de chita, que era usado pelas menos endinheiradas e que era a inveja das mais ricas, vestiu assim algumas personagens da literatura, cinema e canção portuguesas, enquanto que as colchas de chita de Alcobaça adornaram muitos leitos nupciais e não só... Este é, de facto, "o" tecido que permanece no imaginário de todos nós e que, talvez, venha de novo a estar na moda... Quanto aos "Bailes das Chitas", que ocorriam por todo o país e donde saíam as "Rainhas das Chitas" e suas damas de honor, creio que a tradição permanece em S. Martinho do Porto. 
Qual Fenix, a chita parece estar a ressuscitar das próprias cinzas e a suscitar de novo interesse a nível da moda, tendo sido mesmo já assunto de, pelo menos, 3 livros e uma revista, e algumas exposições. 
Os padrões tradicionais, de que aqui fica uma minúscula amostra, são lindérrimos, não acham?    


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

TEATRO



Em Março de 1956, o Teatro da Mocidade Portuguesa apresenta-se em Leiria, no Teatro D. Maria Pia , com um Programa variado- um Auto, uma Fantasia e um Poema Dramático - e um elenco de que se destaca já António Manuel Couto Viana e que integra outros futuros notáveis da cena portuguesa: Alina Vaz,  Francisco Nicholson, Rui Mendes, entre outros.

sábado, 3 de dezembro de 2011

EMIGRANTES





Tempos houve em que o emigrante não era muito bem visto, entendido como alguém que, ou partia para outras paragens por demasiada ambição, ou porque não era bom naquilo que fazia... 
Presentemente, que dizem termos a mais qualificada geração de sempre, sugerem os poderosos que se  emigre, parecendo até que andámos a "fabricar" técnicos e intelectuais de primeiríssima ordem para oferecer ao estrangeiro...
Tenho para mim que, tanto então, como agora, quem emigra é sempre do melhor; mesmo porque, se o não for, não tem futuro e vem imediatamente recambiado...
Por cá, num distrito que foi de enorme emigração, prestou-se esta homenagem ao Emigrante, à semelhança do que sucede em muitas outras localidades do país. Também a nível musical, o emigrante tem sido tema recorrente. Disso, com já perto de meio século,  é este fado exemplo. Criado por Deolinda Rodrigues, que o interpreta, é da autoria de Amadeu do Vale e de Jaime Mendes. 
Agora, que o Fado foi reconhecido como Património da Humanidade, pode ser que, também os portugueses, lhe saibam finalmente conferir o justo valor...

video

domingo, 27 de novembro de 2011

sábado, 26 de novembro de 2011

Cavaleiros Tauromáquicos

D.L.


D.P.
A recordar a alternativa dos irmãos Ataíde, da Casa do Terreiro, em Leiria, os cavaleiros tauromáquicos D. José e D. Luís, na Praça Monumental do Campo Pequeno no dia 22 de Junho de 1955